Em tempos de pandemia, muitas empresas e profissionais enxergaram a necessidade de se reinventar porque muitos segmentos foram prejudicados. Entre os setores mais prejudicados destacam-se o de eventos, transporte aéreo, serviços de alojamento e de alimentação. Em contrapartida, o mercado de Tecnologia da Informação (TI) é o setor que mais cresce, demandando grande número de profissionais.

Com o aumento do trabalho home office as empresas têm investido ainda mais em segurança da informação, infraestrutura e soluções em nuvem, entretanto, faltam profissionais qualificados neste mercado.

Pode-se observar que também houve um crescimento significativo no mercado de games, plataformas de cursos EAD, bem como comércio eletrônico (e-commerce) e, principalmente, de aplicativos de entregas (delivery). Segundo dados do Banco Mundial, até 2024 haverá a criação de novas 420 mil vagas na área de TI, o que demonstra que os profissionais qualificados na área de tecnologia serão cada vez mais requisitados.

Diante desse cenário, a TI vem recebendo cada vez mais, e de maneira muito positiva, colaboradores que estão migrando de outras áreas.

Há 3 anos, eu já visualizava que a área de TI poderia ser muito promissora e decidi pela migração de carreira. Após atuar por 10 anos com Recursos Humanos (RH), resolvi investir e tirei algumas certificações na área. Os fatores que me chamaram a atenção para essa mudança foram o “forte” network dos profissionais, a grande demanda de vagas, além da possibilidade de melhores salários e de trabalho remoto.

Iniciei na Gestão de Serviços de TI por meio das provas de Certificação ITIL. Foi uma boa base para ingressar e entender a TI de forma geral, pois não era algo muito técnico, e muitas coisas me soavam familiar com a vivência empresarial que eu já possuía, como por exemplo, o foco na satisfação do cliente e na melhoria contínua de serviços.

Após um ano de estudos na trilha de certificações ITIL alcancei o nível mais alto, o de ITIL Expert. De posse dessa certificação, resolvi investir em um curso de pós-graduação de Governança de TI 100% online. No curso, pude entender melhor sobre o alinhamento da TI com as áreas de negócio, além de aprender novas tecnologias e conceitos.

Acredito que certificações internacionais podem trazer retornos mais rápidos do que cursos de pós-graduação e por isso optei por iniciar pelas certificações, até porque penso serem mais objetivas e que podem abrir as portas nos processos seletivos.

Outro fator que considero muito importante é investir no idioma. Primeiro porque a base dos materiais de referência e treinamentos estão disponíveis, inicialmente, em inglês e, depois, porque muitas oportunidades no mercado de tecnologia solicitam conhecimento de inglês no mínimo intermediário.

Também é necessário buscar atualização constante, devido à velocidade com que surgem as novas tecnologias.

Ultimamente, tenho investido em cursos e certificações de Segurança da Informação, pois há uma alta demanda de profissionais no Brasil para a adequação à nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Realizei a trilha de certificações da EXIN e atingi o nível de DPO (Data Protection Officer). Nessa ocasião tive muito contato com profissionais de Direito que passaram a atuar junto com a TI para implantação das adequações da Lei. Muitos desses profissionais tem focado na TI e buscado qualificação técnica nessa área, sendo outro exemplo de migração de carreira.

Com relação às experiências profissionais, consegui um projeto de TI após o primeiro ano de estudos. Iniciei na Gestão de Serviços de TI em uma indústria do segmento de plásticos. Nessa primeira experiência, ajudei a implementar boa parte dos processos do framework ITIL. Assim que finalizei minha pós graduação, consegui uma nova oportunidade para atuar home office na área de Governança de TI em uma multinacional do segmento elétrico. Recentemente, passei a atuar diretamente com a segurança da informação e privacidade de dados em uma empresa de consultoria de TI.

Posso dizer que me sinto realizada e que valeu a pena todo o tempo, dedicação e esforço. Incentivo todos que, assim como eu, também desejam migrar para a TI: não tenha medo de migrar de área, pois as mudanças podem te proporcionar novas descobertas e realizações.

** Por Bárbara Moretto

Pós-Graduada em Governança de Tecnologia da Informação pela PUC e Gerenciamento Estratégico de RH pela UniFMU;

Certificações: ITIL Expert (V3), ITIL 4 Managing Professional, ISO 27701 Lead Implementer, DPO, ISO 27001 ISMP, COBIT 2019, IS0 20000 ITSM Foundation, Scrum Foundation, Cloud Computing Foundation.

Possui experiência em Gestão de Serviços de TI, Governança de TI, Segurança da Informação e Privacidade de Dados.